4 Motivos para Você Nunca Investir na Poupança

Atualizado: há 7 dias



Por incrível que pareça enquanto escrevo esse artigo temos na caderneta de poupança aproximadamente R$1 trilhão. Sim, muitos brasileiros ainda mantêm seu dinheiro nesse produto financeiro que se confunde demais com o tema investimentos.


Vale ressaltar que no passado a caderneta de poupança foi um investimento, mas ao longo dos anos com a sofisticação do mercado financeiro brasileiro, e aumento da segurança das instituições bancárias, esse produto acabou se tornando um inimigo da rentabilidade.


Mas curiosamente, mesmo muitas pessoas sabendo que a caderneta de poupança não é algo positivo mantêm seus recursos nesse produto, uma grande pena, pois infelizmente decisões ruins sobre investimentos afetam o futuro de todos.


Abaixo, quero expor alguns pontos para que você nunca mais pense em investir na poupança.


Péssima rentabilidade


A caderneta de poupança oscila conforme a nossa taxa Selic, sendo que quando essa taxa é inferior a 8,5% a.a significa que a poupança rende 70% desse valor. Sendo assim, se a nossa taxa Selic for 5,25% a.a que é o percentual que temos nesse momento em nossa economia, a caderneta de poupança rende 3,68% a.a, ou seja, se você tiver R$100,00 investidos gerará R$3,68 de rentabilidade após 1 ano.


A ilusão do Imposto de Renda


Muitas pessoas alegam que o motivo dos investimentos serem na poupança é porque os mesmos são isentos de IR, o que é uma ilusão imensa, pois temos produtos bem melhores e tão seguros quanto que também são isentos de Imposto de Renda, tais como Letras de Crédito Imobiliário (LCI), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA).


Além disso, muitos investimentos que cobram IR sobre o lucro acabam retornando algo maior que a poupança como no exemplo de uma NTN-F pré-fixada encontrada no tesouro direto que rende ao ano 9,69% a.a nesse momento, contra 3,68% a.a, que mesmo cobrando IR sobre o lucro acarretará num lucro ainda maior.


Além disso, os títulos públicos são considerados os investimentos mais seguros do Brasil, superando a caderneta de poupança pois são emitidos pelo governo.


Sendo assim, não se iluda por um investimento não cobrar IR.


Carência de 31 dias


Vale ressaltar que a caderneta de poupança rende apenas uma vez ao mês, ou seja, se porventura você investiu R$100,00 no dia 1 do mês, essa será a sua data de aniversário, onde você apenas terá rendimento sobre esse valor após 1 mês, quando completar o aniversário. Caso você efetue o saque de seu recurso antes desse período, você não terá rendimentos sobre o capital.


Vale ressaltar que muitos produtos geram rendimentos diários, ou seja, se você optar por deixar seu recurso nesse produto poderá resgatá-lo a qualquer momento obtendo assim a rentabilidade do período.


Segurança


Voltando ao tema da segurança vale compreendermos que diferentemente da Caderneta de Poupança muitos investimentos são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), tais como CDBs, LCIs, LCAs dentre outros, ou seja, em caso de falência da instituição bancária, por CPF temos a garantia de R$250.000.


Esses foram 4 pontos importantes que você deve levar em conta no momento de investir numa caderneta de poupança.


Infelizmente, por falta de conhecimento ou falta de vontade de buscar por melhores opções muitas pessoas caem na ilusão de que estão investindo ao aplicarem seus recursos na caderneta de poupança e por isso saliento que isso não pode ocorrer, principalmente no momento que vivemos.


Nossa maior recomendação sem dúvida é pesquisar, ser curioso e sempre buscar melhores possibilidades. E se caso não tenha tempo de fazer isso conte com nosso apoio de assessoria de investimentos, com a RV4 investimentos, pois sempre poderemos ajudar a investir melhor seu capital.


Boas decisões hoje representam um futuro ainda mais promissor para você e sua família.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo