Antes de Comprar seu Imóvel, Leia esse Artigo!



Não sei quantas vezes nos últimos anos vi debates acalorados entre pessoas que defendem a compra da casa própria e as pessoas que defendem morar de aluguel e ver seu dinheiro rendendo.

Já fui uma dessas para falar a verdade! E o meu lado era o de viver de aluguel, pois acabava fazendo contas, e no fim os números nunca me provaram que adquirir um imóvel fazia sentido.

Mas antes que você me critique, ou de repente pense em fechar esse artigo, quero dizer que mudei, ou pelo menos amadureci!

Por que digo isso?

Digo isso pois cada vez mais compreendo que esse tema não existe o certo ou errado, pois no fim acredito que ambos estão corretos na intenção de construir algo para suas vidas que esteja conectado aos seus sonhos.

Por exemplo no meu caso!

Mesmo tendo capital para comprar o apartamento dos meus sonhos, sempre optei por morar de aluguel pois conseguia uma rentabilidade que fazia sentido frente aos custos que teria ao adquirir um imóvel, fora o fato de deixar imobilizado o dinheiro, o que poderia me fazer abrir mão de oportunidades que apareceram nos últimos anos que fizeram meu capital aumentar bastante.

Mas para ser sincero, não quero entrar nessa seara, e ficar debatendo contas contigo. Pelo contrário, quero incentivá-lo a comprar seu imóvel, independente das contas, se esse for o seu sonho.

Nossa! Mas por que essa mudança repentina?

Simples! Penso no caso das noivas!

Calma, já explico!

Pense comigo! Financeiramente um casamento não faz sentido! Geralmente num casamento, o que os noivos recebem de volta em forma de capital e presentes é aproximadamente 30% o valor da festa que dura no máximo 6 horas (claro que tem gente mais animadinha).

Porém, para quem tem um sonho de casar e ter uma grande festa, essa conta não importa, pois o sonho é mais potente do que qualquer orçamento.

E por isso, incentivo você a comprar seu imóvel caso essa seja a sua vontade!

Masssssssssss........

Quero dar alguns conselhos antes de você dar esse passo! Pois não posso me abster de aconselha-lo, pois no fim o lado financeiro deve ser colocado na conta. Ok?

Então, escute o que digo, e tenho certeza que a sua análise será muito mais proveitosa!

1- Aproveite as oportunidades

Vivemos numa economia cíclica, ou melhor, uma economia mais cíclica do que muitas outras, pois no Brasil infelizmente não temos a construção de uma política de continuidade. Ou seja, os nossos governantes tendem a governar apenas para o mandato deles, não pensando e desenhando projetos que perdurem.

E mesmo que desenhem projetos de longo prazo, o novo governo tende a mudá-los conforme suas convicções, e assim muitas vezes é difícil pensar em estrutura e crescimento de longo prazo.

Sendo assim, o que recomendo a todos é que guardem dinheiro, onde ao invés de gastar o valor da parcela de uma apartamento através de um financiamento crie a alternativa de economizar a mesma num investimento que você possa aportar capital mensalmente, pois assim você conseguirá gerar um montante e quando estivermos num momento de extrema desvalorização imobiliária (e ele vai ocorrer, como sempre ocorreu), você tem capital para aproveitar grandes pechinchas.

Caso não siga esse caminho, você terá que buscar um imóvel que seja adequado ao seu bolso e muitas vezes pagará um valor a mais por um imóvel não tão bom pois na sua parcela terá os juros e um imóvel valorizado.

2- Não compre antes dos 40 anos

Coloquei apenas o exemplo de 40 anos, mas na realidade o que quero expor aqui é a relação de maturidade.

Geralmente, na fase dos 20 aos 40 anos, período mais produtivo de uma pessoa, que as principais oportunidades aparecem, a dinâmica de vida e mobilidade podem ajudar demais, e por isso temos que ter cautela ao comprar um imóvel.

Muitas vezes, podemos perder uma grande oportunidade de emprego ou de ampliação de nossos negócios por estarmos presos geograficamente a um imóvel, e por isso uma pessoa estar livre para se deslocar pode aproveitar melhor grandes oportunidades.

Sendo assim, recomendo que a compra do imóvel seja feita apenas quando você tiver a clareza que está estabelecido. Nesse caso você deve apresentar uma solidez de rotina e estrutura familiar, eliminando possíveis problemas de ter que ir para um imóvel maior para comportar uma ampliação em sua família ou ter que se mudar para não perder uma oportunidade.

3- O máximo a ser pago

Pensando que de repente você seguiu meus conselhos. E agora chegou a hora de comprar seu imóvel. Vamos falar de dinheiro.

O percentual máximo que a parcela do imóvel deve ser da sua renda é de 20%, nunca mais do que isso!

Se o valor for maior, não é a sua hora ainda.

Nesse ponto costumo ser muito chato, pois nos últimos vi pessoas se enfiarem em financiamentos longuíssimos (30 anos por exemplo) com parcelas altíssimas, obrigado tais pessoas a não poderem ter um momento de tranquilidade, pois se a sua renda sofresse um revés, infelizmente sofreriam demais.

Além disso, pela parcela do imóvel ser alta, minou o poder de economia daquela família, e por isso se qualquer emergência aparecesse, eles não teriam da onde tirar.

Por isso, um conselho que dou é que a parcela do seu imóvel nunca seja superior a 20% de sua renda líquida (a renda que cai na sua conta), pois com isso você passa a ter um controle maior sobre pagar essa dívida e não perderá o poder de economia para que possa acumular mais recursos a fim de quitar mais rapidamente esse imóvel.

Óbvio ressaltar que quando digo 20% me refiro não apenas a parcela do imóvel, mas sim a todas as suas dívidas, pois se porventura você tem um grau de endividamento mais alto, deveria tomar vergonha na cara, quitar as suas dívidas antes de fazer novas.

A dívida nada mais é que uma pessoa ansiosa que não aguenta esperar as coisas acontecerem no seu tempo certo e prefere tentar antecipar esse objetivo abrindo mão de seu futuro por custos no presente. Cuidado com a ansiedade, pois dá tempo de fazer tudo em nossa vida, tenha calma para não se enforcar.

Espero que esses 3 conselhos possam ter ajudado você a compreender melhor esse tema, e se sim, recomendo que aplique em sua vida e promova esse artigo para mais pessoas que podem ser ajudadas com esses conceitos.

20 visualizações

Criado por Stardust Agência.