Casais Alinhados São Mais Felizes




Falar de dinheiro para mim é um grande prazer, principalmente quando recebo um feedback positivo de alguém que através de minhas palavras pode mudar algo em sua trajetória financeira para melhor.


Foram anos estudando e vivendo o que havia aprendido, pois sempre tive o grande desejo de construir a minha liberdade financeira e não depender de ninguém para nada, e que pudesse fazer as coisas que realmente gostaria de fazer.


Não foi fácil esse caminho pois tive que mudar muito a minha mentalidade, vide que a minha família nunca foi um exemplo de economia e cultura financeira positiva, mas como sempre gosto de salientar, quem quer aprende.


E ao refletir qual ponto foi o mais importante na minha trajetória rumo à uma vida financeira equilibrada e abundante sem dúvida alguma foi a escolha de minha parceira, que não só somou, mas sim multiplicou tanto meus conceitos financeiros, como também nosso patrimônio.


E refletindo um pouco sobre isso, tento imaginar como seria se não tivéssemos esse alinhamento. Como seria se um jogasse contra o outro. Como seria se tivéssemos planos completamente diferentes. Bem, como resposta eu daria que a probabilidade de estarmos juntos seria mínima, e por isso que nesse artigo quero fazer um alerta do que presenciei não em casa, mas o que vi ao longo desses anos ajudando pessoas a cuidarem de seu capital.


Acredito piamente que todos os problemas podem ser resolvidos, mesmo que sejam os mais sombrios, e a base para a solução de qualquer problema é o alinhamento em relação aos conceitos desse problema.


Se você é sozinho fica fácil resolver, pois a sua mente e o seu bolso são um só, e a decisão é sua do que entra ou sai de ambos, mas quando temos uma situação em casal, tudo potencializa, para melhor ou pior, pois são 2 corpos distintos.


E geralmente quando encontro casais financeiramente ruins me deparo com pequenos detalhes que ao longo dos anos cresceram e se tornaram situações muito complicadas e todos eles nascem da falta de comunicação.


Sim. Na minha visão 99% dos problemas financeiros de casais não se trata de quem ganha mais ou menos, ou quem gasta mais ou menos e sim de comunicação.


Casais que não conversam sobre dinheiro, que não gostam de tratar esse assunto, que adiam planos, ou que não tem prioridades em conjunto são o ponto de partida para uma vida financeira difícil.


Muitas vezes por uma pessoa pensar diferente de outra, uma simples conversa sobre esse tema tão delicado se torna um verdadeiro inferno, e por isso uma das partes, ou ambas, passam a fugir dessa simples reunião.


E ao longo dos anos os efeitos são catastróficos.


Por isso, a maior recomendação que dou à casais que querem melhorar a sua vida financeira é que sentem pelo menos 1 vez ao mês para falarem de suas finanças pessoais, quais as metas prioritárias, e como ambos se planejaram para conquistarem juntos esse objetivo.


Claro que não é tão simples essa conversa muitas vezes, pois o ser humano tem seus desejos pessoais, e por isso o bom senso deve ser a chave, pois ao decidir estar em casal mantemos parte de nosso individualismo, mas devemos pensar sempre no coletivo.


O que fazemos muitas vezes aqui em casa é que no momento que a meta a ser alcançada é minha, ela abre mão da dela, mas assim que essa meta é alcançada, ambos focamos na meta dela, e assim ambos sabem que seus objetivos individuais estão assegurados e lutam mais pelos objetivos do cônjuge.


Em suma, defina uma agenda com seu parceiro (a), para que assim possam conversar, debater e alinhar as metas para a vida de ambos, pois sem comunicação e alinhamento a tendência é que vocês entrem num grupo indesejado dos casais que nunca construíram nada na vida, e com certeza não é o melhor grupo para estar.


No que precisarem, contem conosco!

19 visualizações

Criado por Stardust Agência.